Educação Corporativa
Como ter diversidade num ambiente corporativo?

Como ter diversidade em um ambiente corporativo?

Quando falamos em diversidade, ouvimos termos como raça, gênero, homossexualidade, religião, etc. Hoje, eu gostaria de abordar este tema de um ponto de vista diferente – esta palavra não está sendo usada à toa –.

Experimente procurar a palavra diversidade em qualquer dicionário por aí. Uma das definições que vai encontrar é: qualidade daquilo que é diverso, diferente, variado; variedade. Claro que questões citadas acima são questões de diversidade, não estou negando isso. Mas quero focar apenas no fato do ser “diferente, diverso”.

Por exemplo, mesmo que um determinado ambiente (uma empresa, sala de aula) apresente um grupo homogêneo de pessoas – o que é raro hoje em dia –, este conjunto continua sendo diverso entre si, pois é formado por indivíduos com personalidades variadas, cada um chegou onde chegou por resultado dos acontecimentos em suas vidas – e me arrisco a dizer que eles não foram iguais.

Infelizmente, quando converso com alguns colegas (sejam eles de RH ou não) ainda há muito preconceito quando se deparam com questões de diversidade em suas empresas.

Um outro olhar

Então, tentando ajudá-los a abrir a mente, eu os convido a refletir sobre esse ponto de vista – onde eles devem ignorar qualquer fator que os leve a ter algum preconceito, devendo pensar exclusivamente no fato das pessoas serem diferentes, focando em suas personalidades.

Para ilustrar isso aos meus colegas, o exemplo que sempre dou é o conflito de gerações dentro das empresas. Baby boomers e milleniuns pensam e agem dentro das características de cada um. Há diversidade nesta comparação.

Se pinçarmos uma amostra de dez pessoas de um grupo de qualquer uma das minorias normalmente associadas ao assunto aqui abordado (aspectos de raça, gênero, homossexualidade, religião) absolutamente, este grupo de pessoas será diverso entre si! Ninguém nessa vida é igual seja lá qual for sua origem, valores ou crenças.

Como ter diversidade num ambiente corporativo?

É verdade que toda essa mistura nas empresas no mundo resultará em situações que você, muitas vezes, não irá concordar. E é por isso que destaco a importância de entender o atual contexto social para encontrar a melhor forma de (re)agir em cada caso. Não é novidade que a sua forma de pensar varia quando comparada a do seu chefe ou mesmo do seu colega ao lado. Com isso, uma palavra deverá imperar: respeito! Sim, você precisará respeitar opiniões divergentes, aceitando que nem sempre o que você quer acontecerá.

Diversidade é bom ou ruim?

Hum… Então, será que diversidade é algo ruim? A verdade é que ela é considerada uma coisa boa para a empresa, traz criatividade, inovação. Ideias diferentes fazem bem não só ao convívio social, mas também na construção de projetos nas equipes. Então, sejamos maduros e tenhamos inteligência emocional. Respeitando uns aos outros, absorvemos o melhor que um ambiente tem para dar.

O mercado de trabalho está cheio de casos que pessoas perdem a motivação por acreditarem que tudo será como elas gostariam que fossem – e dificilmente, isso será verdade com múltiplos pensamentos e opiniões que existem por aí.

Eu, particularmente, acredito que terá mais condições de ter sucesso na carreira aqueles que entenderem as mudanças que o mundo vem passando. É ponto chave ter inteligência emocional para compreender a diversidade social que vivemos, afinal, estamos em pleno século 21.

Rodrigo Monteiro

Atualmente, é Gerente de Recursos Humanos do Brasil na Orange Business Services. Membro do grupo de empresários do Serra Tec (Parque Tecnológico da Região Serrana) em Petrópolis, Rio de Janeiro. Mestrando em Administração e Desenvolvimento Empresarial (MADE) pela Universidade Estácio…

Quero saber mais sobre o autor!

4 comentários

Deixe uma resposta

  • O tema para muitos é polêmico, mas concordo plenamente com vc que dificilmente teremos um grupo homogêneo. O que precisamos como RHs, dentro das empresas, é garantir que a mesma diversidade que vemos nas ruas também esteja dentro das organizações.

Quer receber mais conteúdos como esse?

Digite seu endereço de e-mail para receber notificações de novas publicações no blog.

%d blogueiros gostam disto: